quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Hoje

Haja hoje para tanto ontem.
Paulo Liminski, poeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget